sexta-feira, 1 de maio de 2015

Querido Diário

Este fim-de-semana a coisa não correu nada bem. “Pensava eu de que” se fizéssemos um joguinho, digamos normal, como outros que lá fizemos há uns tempos, podíamos vir contentes para casa e deixávamos “os outros” atrapalhados. Lembras-te daquele quando abriram a água e apagaram as luzes? Parecia um final de ato das revistas do La Féria. Foi tão bonito. Bem sei que eram outros tempos, outros jogadores e OUTRO TÉCNICO.
Já sei Diário: não gostas que eu grite mas desta vez teve que ser. OUTRO TÉCNICO não quer dizer que fosse melhor do que este. Este é que é pior do que o outro. Ao princípio até achei piada quando eles entraram em campo, o Helton à frente e eu a rezar: “oxalá que não lhe atrasem nenhuma bola”! Mas fiquei logo chateado quando vi o Quaresma ir para o banco. Aquilo já é mania dos nossos treinadores. Havia um que não gostava do Kelvin. Não vejo que o rapaz fosse pior do que um Herrera que anda lá com cara de cansado ou de um Quintero que ainda não percebi se é mesmo assim que ele joga. Se calhar é.
 
O que nos valeu é que “a instituição” que anda borrada de medo há umas jornadas pensava que íamos entrar com a artilharia toda e colocou os batedores de serviço no meio campo. Sabes como é a tática deles: ou passa a bola ou passa o homem. Lembras-te do Petit, do Katsouranis, do Javi, do Enzo, e agora do Fejsa? Aquilo é que era charutada à séria! Ou pensavas que os caceteiros eram só o Maxi e o David Luíz, e o penalty da ordem por marcar.
Bem mas não era bem isto que queria falar contigo. Sabes como eu admiro o nosso presidente, aquela história de ter crédito para fazer asneiras etc. que eu costumo falar nas minhas crónicas e como defendo os treinadores sejam lá eles quem forem? Mas olha, tenho que te confessar, que estou a olhar para o futuro que está aí à porta. Como cantava o outro “o mundo é composto de mudança”. E parece que estamos na horinha certa de começar a pensar noutras soluções para o clube. Não sei se me faço entender. Ou então fazer como o senhor Vieira: arranjar amigos nas estruturas do futebol. Esta época deu resultado!
Tu Diário, que me conheces bem, sabes que tenho a mania das estatísticas. Pois é. Comecei a contar os nossos jogadores (a ver se estavam todos) e cheguei à conclusão que parecemos o clube da treta. Sabias que temos quase 100 jogadores com contrato profissional? Isto claro se somarmos o plantel principal com a equipa B e lhes juntarmos cerca de 30-emprestados-30 que andam por aí a vegetar.
 
Como noventa por cento não valem um charuto, o dinheirito que poderemos fazer com os que sobram é muito pouco. É que agora não podemos comprar, a menos que arranjemos uns chineses quaisquer que queiram investir no clube. Não é só andarem por aí a comprar a EDP, bancos, mansões de 1 milhão de euros, e centros comerciais. Também tem que comer os ossos! Viste aquele truque que o Pintinho fez com as trocas e baldrocas entre a Sad e o Clube? Para o ano não pode repetir a dose. A UEFA pode desconfiar, pensar que estamos tesos, e depois não nos deixa brincar com os meninos ricos.
 
Olha meu querido Diário: depois diz qualquer coisa, mesmo se achares que estou a gastar o meu latim. Juro que não é piada para o Lopetegui, mesmo que não tenha gostado nada das palhaçadas que ele fez no galinheiro. É que ainda temos o problema de nos desmerdar dele. Não conheço as cláusulas, mas talvez se possa fazer uma rescisão amigável, género 2 em 1 “o Jackson só vai num pack com o treinador”.
 
Bjinhos.

7 comentários:

Jorge Vassalo disse...

Meu caro José Lima,

É sempre um prazer ler os seus posts. Desta vez divergimos quanto a Lopetegui. Você, que é um homem dos brilhantes números e contas, acompanhe-me, por favor, nesta constatação simples.

Diz o meu caro amigo que:

"Tu Diário, que me conheces bem, sabes que tenho a mania das estatísticas. Pois é. Comecei a contar os nossos jogadores (a ver se estavam todos) e cheguei à conclusão que parecemos o clube da treta. Sabias que temos quase 100 jogadores com contrato profissional? Isto claro se somarmos o plantel principal com a equipa B e lhes juntarmos cerca de 30-emprestados-30 que andam por aí a vegetar.

Como noventa por cento não valem um charuto, o dinheirito que poderemos fazer com os que sobram é muito pouco. É que agora não podemos comprar, a menos que arranjemos uns chineses quaisquer que queiram investir no clube. Não é só andarem por aí a comprar a EDP, bancos, mansões de 1 milhão de euros, e centros comerciais. Também tem que comer os ossos! Viste aquele truque que o Pintinho fez com as trocas e baldrocas entre a Sad e o Clube? Para o ano não pode repetir a dose. A UEFA pode desconfiar, pensar que estamos tesos, e depois não nos deixa brincar com os meninos ricos."

Concordo. E foi isso que Lopetegui, custe-se ou não, veio fazer no imediato - valorizar os activos e vendê-los. E como fazer isso? Indo o mais longe possível na Champions League.

O meu caro amigo já viu a valorização de Danilo? O excelente negócio que foi? Pois.

Repare no elo comum. Saímos da Taça de Portugal num jogo de segundas linhas e sistema alternativo, dias antes do importante jogo em San Mamés.

Tínhamos os jogadores naquela forma física extraordinária depois do triste jogo em Munique. Pelo meio, inclusive, Lopetegui já tinha demonstrado contra a Académica, qual era a prioridade.

Esta é a mais pura das realidades, e você sabe-a melhor do que eu. Valorizar activos caros para sair , marginalmente, das trocas e baldrocas.

E tenho a certeza que você, melhor do que eu, sabe o bem que fez às contas benfas aquele imbecil que eles têm como treinador ter desistido da montra europeia em Novembro.

Fora isso, parece que a sangria dos emprestados vai também acontecer - nem sempre bons negócios é certo - mas o emagrecimento vai custas bem menos do que o dos rivais.

Mas o José, que sabe bem mais do que eu, desdiga-me se eu estiver errado. Não tem glamour, claro, não são canecos, mas se não nos tivessem roubado, mesmo assim, seria o suficiente para irmos bem na frente e vencermos o campeonato.

E olhe, José, há bons valores na equipa B, que agora está a servir bem o seu objectivo, que não é estar nos primeiros lugares da segunda liga : servir de encubadora para valores seguros, nossos, feitos por nós, para nós. Fréderic Maciel e Leandro Silva, por exemplo.

Um grande abraço,

Jorge Vassalo | Porto Universal

JOSE LIMA disse...

Olá amigo Vassalo
Embora não o conheça pessoalmente é um dos comentadores da bluegosfera que mais aprecio. Também o José Correia, o Pedro Silva aqui do Mística, o Jorge (do Baías e Baronis) e ao enorme Miguel Lourenço Pereira. Estes só como exemplo do tipo de comentadores que gosto de ler.
Quanto a mim, perdoe-se-me a imodéstia, não sou nada especialista em Contas, mas como acompanho o Clube desde o velhinho Campo da Constituição, já passei por tudo. No antigo Tribunal das Antas, quando o Porto perdia, rasgava o cartão! Na segunda-feira lá estava na velhinha Sede para requisitar outro.
Com a entrada do senhor Pinto da Costa para a Direção tudo mudou. Primeiro como dirigente, depois como presidente, duramente 30 anos vingou-se da cambada que ano-após-ano nos roubou títulos e honrarias. Não posso esquecer nomes como Pedroto, Pôncio Monteiro, e os nossos queridos Virgílio Mendes, Pavão, Rodolfo Reis, André, Gomes, Fernando Couto, Rui Barros, Domingos, Paulinho Santos, Capucho, Jorge Costa ou Baía, esses sim, portistas até à medula.
Os jogadores atuais são simples assalariados que, uns mais, outros menos, se afeiçoaram ao clube e evidentemente contribuíram para os êxitos impensáveis que conquistamos ao longo destes últimos 30 anos.
Quando “escrevi” ao meu Diário estava a escrever a todos vós. Aos tais “novos, velhos ou assim-assim”. É que muita coisa mudou. O “portismo” e a “mística”” não desapareceram mas já não são os mesmos. Precisamos da “tal mudança”. O envelhecimento é inexorável. Pesa nas mentalidades, turva os pensamentos, acomoda-nos ao “deixa andar”.
Repare o meu amigo que desde há muitos anos não me recordo de termos sido tão roubados (ou, se preferir, outros beneficiados), sem que ninguém (da estrutura obviamente) diga nada. Ao contrário todos os dias somos surpreendido com notícias de “beijos, abraços, reuniões secretas ou jantares amigáveis! Do panorama financeiro nem é bom falar. Estamos a imitar os circos da Segunda Circular à perfeição. Não tarda muito lá vem mais um Empréstimo Obrigacionista.
Isto quanto ao “adormecimento” da SAD. Se passarmos para a parte técnica (em que não queria entrar muito, pela falta de conhecimentos) não gosto da nossa forma de jogar. Aquilo de tiki-taka não tem nada. Quem me dera o “passa, repassa, chuta” do Béla Guttmann. Quero lá saber da “posse de bola”. O que vejo é um Jackson sozinho, aos saltos entre os dois centrais, a perder 99% dos lances e os centros dos extremos a irem parar ao guarda-redes ou para a bancada.
Resumindo e concluindo o que eu queria com este “recado” era alertar “as forças vivas” para a necessidade urgente de mudar as mentalidades de cima-a-baixo. Um grande obrigado por ter comentado e um abraço para si.

Jorge Vassalo disse...

Caro José,

Estava convencidíssimo que o tinha conhecido no jantar do Bibó Porto, Carago! Fui apresentado a um José Lima, que estava ao lado do José Correia. Eu jantei do outro lado da mesa em frente ao Miguel Lima e estivemos a falar toda a noite.

Pese embora não o acompanhe no seu não gostar do futebol de Lopetegui - acho que a procissão vai no adro e que não é um modelo fácil de implementar - subscrevo todo o seu comentário, especialmente no que toca à direcção.

Mas olhe que tenho muita fé na formação Portista e na nova regra da obrigatoriedade de ter 12 jogadores formados em Portugal nas fichas de jogo. Assim, todos saberão o que é ser Portista muito depressa.

Abraço Azul e Branco,

Jorge Vassalo | Porto Universal

JOSE LIMA disse...

Caro amigo
Não estive no jantar do BibóPorto, por certo seria outro José Lima. Costumo ir aos Encontros da Bluegosfera mas falhei o último por doença. Talvez nos encontremos no próximo.
Eu também apostava no Lopetegui mas há pouco tempo mudei de ideias. Não penso que seja a solução para o Clube.
Abraço

reine margot disse...

Olhe José Lima, eu não tenho a simpatia e a calma do Jorge Vassalo, e só lhe posso dizer que preferia que tivesse deixado o seu Querido Diário dentro da gaveta no quentinho da sua privacidade !
Se não entendeu ainda - ao fim de tantos meses - o que foi pedido ao nosso treinador e o que ele tem feito; se não entendeu que a política de contratações e de formação está diferente, que pode ser-lhe dito ?
nada!
Apenas que se não concorda escreva claramente sobre o que não concorda, mas não alimente a já tão prolífera máquina de propaganda anti-nós, que quer forçosamente e a toda a custa que voltemos de novo à estaca zero... Dá-lhes jeito...


Anónimo disse...

RUI VITÓRIA OU SÉRGIO CONCEIÇÃO PARA TREINADOR DO NOSSO PORTO, QUE ACHAM?

Miguel Lima disse...



caro Lima,

hoje, divergimos nas opiniões.
os motivos já foram explanados pelo Jorge Vassalo e pela 'reine margot'.

eu ainda acredito que iremos ser felizes com Lopetegui!

abr@ço
Miguel | Tomo III