quinta-feira, 28 de abril de 2016

Como? Querem “fazer o favor” a esta malta?

Aproveitado a temática que foi lançada pelo Jorge Vassalo no seu Porto Universal trago-vos uns vídeos sobre a forma “correcta” como o Sporting Clube de Portugal “tratou” o Futebol Clube do Porto em certos momentos chave. Ora vejamos:  

Taça de Portugal (Finalíssima Sporting CP 1 x FC Porto 2 - Temporada 1993/94)
Adeptos não identificados do Sporting causam confrontos no Dragão
Agora digam-me; querem mesmo perder com esta gente só porque o SL Benfica se pode sagrar Campeão caso o FC Porto derrote o Sporting CP no próximo Sábado?

2 comentários:

Anónimo disse...

Na minha opinião o título fica bem entregue a Rui Vitória. É um homem competente e sempre respeitou os seus adversários. Já o clube cardinal paga, pelo tratamento miserável que o seu presidente deu a Marco Silva e pela arrogância do seu treinador. Mas nem tudo é mau, sempre ficam com 12 milhões pela conquista do 2º lugar.
E NÓS PORTISTAS? Bem, investiu-se à louca mas a incompetência e arrogância da sad/ilusionista do País Basco renderam um vexante 3º lugar.
Da nossa parte, no Sábado, joga-se apenas o profissionalismo, pois não fazemos favores a essa malta, nem muito menos à outra que por alturas do processo "Apito Dourado", tudo fez para ir à Champions nem que para isso fosse necessário atirar-nos para 2º divisão.

Luís (O do José Peseiro)

Felisberto Costa disse...

Nem mais...
É cruel saber-se "portistas" a quererem a derrota do seu próprio clube a favor de outro que só nos achincalha!!!!
Nem com o Boavista que é cá dos nossos, sportei tamanha humilhação, que fará agora com estes viscondes falidos.

P.S. Estive no jamor quando houve mmpate entre nós e estes verdes. Oito dias depois jogou-se uma finalissima. O Sporting ganhou com 14, pois a equipa de arbitragem foi descarada e escandalosamente anti-Porto, que no dia seguinte o árbitro Mário Luís, teve como prémio acompanhar os esverdeados numa digressão pela China (daí depois o seu nickname, o chinês, do qual nunca mais se livrou enquanto foi árbitro!).
Morava eu em Lisboa nessa altura, e, na 2º feira seguinte lá no liceu da Amadora onde estudava, entrei orgulhosamente de camisola... à Porto!!!!