terça-feira, 22 de agosto de 2017

Vem Aí Os Chineses

Era só o que nos faltava. Depois das roubalheiras de que temos sido vítimas nos últimos 3 anos um português que trabalha com chineses pretende tomar conta do nosso Clube.
David Schneider assim se chama o senhor que, segundo o EXPRESSO, pondera candidatar-se à presidência do FC Porto, culpando presidente e SAD pela “má gestão que levou à atual seca de títulos”. Vejam lá que apareceu mesmo numa altura em que estamos a arribar. Azar dele.
 
Como nunca tinha ouvido falar do cavalheiro à exceção de uma estranha “carta aberta” num pasquim A BOLHA, fui tratar de saber quem é e o que faz. Parece que trabalha na empresa Li&Fung onde chefia uma Agência de Compras daquele grupo multinacional, “reconhecida como líder mundial em bens de consumo nas áreas de design, desenvolvimento, fornecimento e distribuição. A empresa é especializada em gestão de compras gerindo o tempo e os produtos para os principais retalhistas e marcas em todo o mundo, através de uma extensa rede global e fornece sofisticadas soluções para as cadeias comerciais a fim de atender às necessidades específicas dos seus clientes. Da conceção do produto, à matéria-prima para abastecimento e gestão de produção para controle de qualidade, transporte, logística e outras funções importantes. O seu espectro de serviços abrange toda a cadeia de ponta a ponta.” Ufa!
Como aos chineses apenas vou comprar pilhas para o comando da garagem fiquei logo de pé atrás. Que raio terá a ver a tal ”Agência de Compras” com o futebol e muito menos com o nosso Clube? David José Guedes Schneider da Silva tem 50 anos, nasceu na Casa de Saúde da Carcereira, no Porto e é vice-presidente executivo da Li&Fung uma multinacional de compras têxteis com sede em Hong Kong. Passo a referir alguns excertos de uma entrevista
 
 
É sócio do FC Porto há quantos anos? 
Sou sócio há 25 anos.
 
A paixão é hereditária? 
A paixão pelo FC Porto é seguramente hereditária. O meu Avô era um grande portista. O meu pai é igualmente um fervoroso adepto do FC Porto. E os meus quatro filhos, como não poderia deixar de ser, também são 'doentes' pelo FC Porto.
 
Porquê agora? 
Porque deixei de acreditar que esta SAD consiga dar a volta à situação calamitosa a que conduziu o FC Porto. São demasiados erros. São demasiados silêncios. Acho que os sócios merecem mais respostas, mais transparência e menos negócios incompreensíveis. Apesar do enorme respeito e gratidão que tenho pelo presidente, há demasiados interesses à sua volta a impedi-lo de ter uma liderança eficaz e eficiente como nos habituou. Chegou a hora de atualizar a estrutura e devolver o clube e a SAD ao caminho do sucesso.
 
Foi votar nas últimas eleições?
Sim. Recordo-me perfeitamente do dia da votação porque fui confrontado com um cenário de eleições incompreensível a todos os níveis. Tínhamos boletins de voto de cores distintas. Não havia qualquer quadrado para marcar um X no boletim de voto. Um dos boletins era azul-escuro, o que dificultava a definição da intenção do voto. No momento em que fui votar, o presidente que era simultaneamente candidato encontrava-se dentro da sala de votação em amena cavaqueira com mais duas pessoas, esquecendo-se que deveria estar fora dessa zona. Um dia profundamente triste mas em que percebi que o nosso Porto precisava de mudanças drásticas sob pena de se afundar rapidamente.
 
Como a entrevista é bastante longa deixo aqui o link para quem quiser ler tudo (descalabro financeiro, responsabilidades, candidaturas alternativas, transferências de jogadores, presidente a tempo inteiro, apito dourado, falência do modelo de SAD, os emails) etc.
 
Nada que não seja do conhecimento dos nossos adeptos. A parte “escondida” pode estar na Agência de Compras a menos que venha simplesmente patrocinar as camisolas ou vender programas informáticos. Não quero acreditar que venha por aí algum milionário investir no Clube como acontece por esse Mundo fora.
 
Vejam-se declarações recentes do presidente da Liga Chinesa de Futebol. “O futebol chinês está a ser mal gerido e sem nenhuma visão de futuro", admitiu esta quarta-feira um responsável da Associação de Futebol Chinesa (AFC), considerando que o organismo que integra é o principal culpado pela situação. "O atraso no futebol chinês deve-se sobretudo à gestão da federação, que está a ficar para trás", afirmou Li Yuyi, vice-presidente da CFA, em declarações ao canal televisivo CCTV, criticando a "falta de visão e de poder de antecipação".
 
Vem agora o senhor Schneider descobrir a pólvora e transformar o nosso Clube num Beira-Mar qualquer. Livra! Era só o que nos faltava!
 
Até à próxima

1 comentário:

bono cop disse...

obviamente que aparece no expresso aonde mais poderia ter voz?? mas assim obvio que nao tem hipoteses, com paraquedistas assim nao da.