segunda-feira, 11 de junho de 2018

Jaime 104

Não, não!104 não é o nome de nenhuma autoestrada. A minha crónica de hoje relata a memória que o meu amigo Jaime Tavares de 104 anos (cento e quatro anos) tem dos 5-0 com que brindámos as águias depenadas em novembro de 2010, no Estádio do Dragão, a contar para o campeonato. Os encarnados, então orientados por Jorge Jesus, viveram uma noite negra na casa dos dragões de André Villas-Boas, com bis de Hulk e Falcão e um de Varela.
 
Conheci-o há uma década quando juntamente com outros portistas trocávamos argumentos num blog benfiquista “Futebolar”. Alguns amigos com quem falei no Dia do Clube ainda se recordam. Pessoalmente encontrámo-nos pela primeira vez há uns 7 anos em Espinho onde reside. Então que havia ele de se lembrar? Pessoa culta e bem formada, portista de bandeira na janela, tem o dom de versejar. Vejam lá estas quadras recordando a proeza!
Já este ano no 104º aniversário aconteceu-lhe uma peripécia engraçada. Graças aos bons ofícios da Casa do FCP de Espinho foi dado a conhecer à TVI que ali perto vivia um Portista da velha guarda. Então uma equipa daquela operadora deslocou-se manhã cedo a casa do Jaime que obviamente não sabia da visita. Tocaram à campainha e como estava sozinho (a filha tinha saído para as compras) veio atender à porta.
 
- Faz favor! Desejam alguma coisa?
- Sim, somos da TVI e vínhamos entrevistar um senhor que faz hoje 104 anos
- ??? Quem faz 104 anos hoje… sou eu!
- É o senhor?!? Não lhe dávamos mais do que 70
 
Seguiu-se a entrevista que pelo interesse e a graça com que o Jaime conversa continuou pela manhã dentro até que os técnicos, apercebendo-se do adiantado da hora, saíram em correria para que a entrevista fosse editada a tempo do Jornal da Uma daquele mesmo dia.
Curiosamente 4 anos antes, no dia do centenário, outra voz amiga segredava ao nosso presidente que “conhecia um Portista com a linda idade de 100 anos”. Pinto da Costa nem hesitou. “Hoje há jogo está convidado para vir assistir no meu camarote”!
Jaime foi ao Dragão para assistir ao jogo, foi recebido pelo presidente e trocaram prendas. Pinto da Costa ofereceu um quadro. O Jaime trouxe uns versos feitos à medida!
 
Os nossos amigos da Segunda Circular falam tanto da “verdade desportiva” que alguns ingénuos pensam que é mesmo a sério. Coitados. Ainda não conheciam os emails nem sabiam que os cartilheiros dos jornais, rádios e tv’s eram todos do clube do regime. Então o Jaime que não perde pitada do que rodeia o futebol saiu-se com novo poema.
Para terminar a crónica de hoje uma imagem do Jaime Tavares no Dragão com o cartão de sócio. Espero que tenham gostado da evocação deste meu/nosso amigo.
Até à próxima

2 comentários:

Fernando Tavares disse...

Meu caro amigo Lima
Francamente até fiquei comovido com a sua excelente crónica sobre o meu pai O Lima retrata fielmente aqui que ele é realmente Aceite um grande abraço e o meu muito obrigado
Fernando Tavares
P.S.- Vou enviar o link do Mística para facilitar o pai

Manuel Rocha disse...

Este Senhor é um verdadeiro exemplo de Portismo, como poucos já se vê!
Quanto ao trabalho, está verdadeiramente soberbo.
Abraço de um portista antigo.