terça-feira, 30 de agosto de 2011

FC Barcelona x FC Porto (Rescaldo)

Ao contrário de muitos outros, optei por fazer o rescaldo desta partida 5 dias depois. As razões são simples e decerto que qualquer um entenderá, pois analisar tão importante partida com a cabeça quente após uma derrota do nosso Clube teria sido um tremendo erro da minha parte e levar-me-ia, com toda a certeza, a conclusões erradas e pouco sensatas.

Uma coisa é certa, apenas os vencedores tem o direito de ver o seu nome gravado na Taça e ficar dest6a forma nos anais da História da Competição que venceu, mas não deixa de ser possível reconhecer que o Barcelona venceu um FC Porto que conseguiu amedrontar uma equipa que muitos apelidam de Melhor do Mundo. Já diz o Povo na sua eterna sabedoria: “Glória aos Vencedores e Honra aos Vencidos” e o nosso Futebol clube do porto conseguiu algo que ainda ninguém conseguiu até ao momento: encostar às cordas esta Equipa de Pep Guardiola, Messi & Companhia.

Não sou adepto de Vitórias Morais, mas é impossível não se destacar este Futebol Clube do porto derrotado. Jogou tal como eu tinha aconselhado, conseguiu vulgarizar em muitos momentos o tal Futebol espectáculo dos Catalães. Fico deveras satisfeito com este Porto que muitos agourentos diziam que ia ser cilindrado pelo Super Barca.

E já agora há que dizer que o Barcelona tem muitos Adeptos entre os Homens do Apito… Não precisa de tal coisa, mas na hora de tomar decisões os Árbitros tem sempre em consideração a cor da camisola e quantas não foram as vezes em que os Jogadores do Barcelona viram um cartão Amarelo perdoado e os do FC Porto logo amarelados. Depois venham-me dizer que o Mourinho não tem razão de falar. E para eu estar a falar em arbitragem é porque a do FC Barcelona x FC Porto foi mais do que tendenciosa, pois eu considero que tal argumento do apito para justificar uma má prestação da nossa Equipa é um fraco argumento.

Poderia aproveitar esta crónica para crucificar o Guarín, pois foi dos pés deste que saiu o primeiro golo do Barcelona, mas não o vou fazer porque o Colombiano não o merece. Guarín falhou e o seu erro foi fatal para os Dragões, mas este Jogador já deu muito ao clube e não merece ser rebaixado por algo que pode acontecer a qualquer um. O problema é que do outro lado estava um Barça ao qual não se pode dar a mínima oportunidade para marcar uma vez que na frente de ataque está um Lionel Messi que mete o Cristiano Ronaldo no bolso e ainda marca dois ou três grandes golos.

Quanto a Kleber, começam a aparecer os barulhentos do costume a tentar enterrar o Jogador. O Adepto Portista sempre teve o péssimo hábito de rebaixar o que é comprado no mercado Português e de endeusar toda a porcaria que venha do estrangeiro. É graças a este tipo de tretas que os abutres do costume vem para tudo quanto é Jornal e Televisão deitar abaixo o FC Porto e ao mesmo tempo tentar acabar com a carreira de um Jovem Jogador que tem imensa qualidade mas que precisa que o deixem jogar sossegado sem assobios e tentativas de o colocar na prateleira. Caluda e bom senso são os meus conselhos para estes “Adeptos”. Deixem o Treinador e o Plantel fazerem aquilo que tão bem fizeram no Mónaco, ou seja, jogar e por em sentido o seu adversário.

Para terminar, há quem tenha criticado as opções tácticas de Vítor Pereira para este jogo. Contudo estes mesmos críticos esqueceram-se de duas coisas:

- Do outro lado da barricada estava o Barcelona e como tal havia que jogar com cabeça e não como se estivesse a jogar contra o Tourizense;

- James Rodriguez, apesar de ser um miúdo muito talentoso, ainda tem muito que aprender e ainda lhe falta alguma humildade para além de que chegou há pouco de um desgastante Mundial de Sub. 20. Tê-lo colocado a jogar contra este FC Barcelona teria sido o mesmo que o FC Porto tivesse entrado com 10 Atletas de inicio.

3 comentários:

Santos AAC disse...

Caro The Blue One:
Concordo, inteiramente, com a sua análise.
Justificar a derrota do Porto com erros do árbitro seria escamotear a realidade. É certo que errou mas não foi (só) por isso que o Porto perdeu.
Na minha óptica o Porto perde pela lógica do futebol: o Barça é, sem dúvida uma máquina de jogar futebol e, pese embora a oa exibição do Porto, não foi suficiente.
Para o Porto poder ganhar um jogo a este Barcelona, é necessário, antes de mais, um jogo sem erros (e é inegável que o porto os cometeu); é ainda necessário aproveitar os erros que os catalães cometem, pois apesar de se aproximarem da perfeição, a verdade é que não são perfeitos e, por vezes cometem erros.
A verdade é que há, na minha opinião, dois erros clamorosos do Porto: um do Vitor pereira e outro do Guarin.
O do treinador foi, como ontem aqui escrevi, a inclusão (e manutenção em campo) do C. Rodriguez. Não está em causa o valor do jogador (pese embora nunca o tenha considerado um jogador tão fantástico para os milhões que custou), mas sim o seu actual momento de forma (não esquecer que não fez a pré-época e que esteve na Copa América).
Se compreendo a ideia que esteve na base da sua inclusão (o facto de ele poder jogar a médio esquerdo e a extremo-esquerdo, ajudando a preencher e a fechar o meio campo onde, como sabe, reside o mérito do barça), a verdade é que aos poucos se viu que foi uma opção falhada: ajudou a fechar mas não conseguiu dar asas ao ataque. O Vitor Pereira falhouigualmente pos só o ter tirado aos 68'.
Já o erro do Guarin, deitou abaixo as nossas expectativas pois abriu o caminho do golo ao messi e ele, normalmente nestas situações ou marca golo ou... marca golo.
Não podemos, como bem diz, crucificar quem tantas alegrias nos deu pois se é verdade que por marcar um golo não significa que é um grande jogador (veja-se o caso do Nulito do benfica: 5 golos obtidos e zero fintas conseguidas, zero passes acertados, zero centros perigosos, zero assistências, etc), um erros num jogo não faz com que o uarin agora seja mau. É um excelente jogador e um dos melhores médios que o Porto tem.
Quanto ao Kleber acho que concordamos que ele não é um Falcao. Mas com tempo, acredito que poderá dar muitas alegrias (e golos) aos adeptos. Recorda-se, por certo dos primeiros tempos do jardel no Porto: de cabeça era um jogador excepcional; com os pés era um dos maiores cepos que vi jogar. Dois meses depois, com tempo e trabalho da equipa técnica, vi o Jardel marcar 2 golos com os pés em San Ciro, nm jogo em que fintou, passou e controlou a bola como ninguém imaginaria. Uns meses depois, o jardel marcava golos de todoas as formas e feitios com a cabeça e com os dois pés, marcando de calcanhar, de letra, dentro e fora da área, com chapéus aos GR, etc.
É preciso dar-lhe tempo, apoio (e paciência)
Um abraço e saudações académicas,
Santos D.

Anónimo disse...

e entrar com o christian nao foi entrar com 10?

The Blue One disse...

@ Santos AAC

Assino por baixo o seu comentário. Estou de acordo com tudo o que disse.

Apenas lamento que o nosso FC Porto não tenha levado de vencida este Barcelona que também erra… Mas pronto, com toda a certeza não faltarão oportunidades para isto na actual Temporada.

@ Anónimo

Eu não analisei a entrada de C. Rodriguez para o onze inicial porque a Crónica já ia longa e porque imaginei que, á semelhança do nosso amigo Santos AAC, as pessoas tinham alguma capacidade de percepção e tinham percebido o porque da entrada do Uruguaio em detrimento de Varela/Djalma e James.

Para além daquilo que o caro Santos escreveu há que levar em linha de conta 3 coisas:

- Varela não tem estado nada bem nos últimos tempos e coisa que o FC Porto não precisava neste jogo era de uma passadeira para o Barcelona no seu lado esquerdo da Defesa/Ataque;

- Djalma, apesar de ser um Jogador Batalhador, não servia para defrontar o Barcelona. Podia acontecer que o Jogador acusasse a pressão e depois teríamos o mesmo problema que referi atrás;

- A SAD Portista (tão querida e amada por tão boa gente) há muito a que anda a fazer pressão sobre os Treinadores que passam pelo FC Porto para que C. Rodriguez jogue para depois poder ser transferido (uma vez que é um Jogador caro demais para estar encostado no Plantel. Não admira portanto que tenha jogado num Jogo que foi uma enorme montra de Jogadores).

Junte isto ao que escrevi sobre o James e terá a resposta completa á sua questão.

Cumprimentos aos dois.