quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Eleições à vista

Ao dar a minha volta matinal, reparei na capa da BOLHA dependurada num quiosque, como sempre anunciando a “compra” ou “venda” dum qualquer jogador do clube que o pasquim representa e do qual sobrevive há mais de meio século. Das “compras” duvido sempre. Tenho à minha frente uma listagem, de 110 atletas sob contrato, logo passíveis de serem utilizados na equipa “A”, “B” ou “C” (caixote do lixo), onde uns 50 aguardam uma alma caridosa que os leve.
Com tanto por onde escolher, nem percebo para que querem mais jogadores. Bem sei que já perderam um campeonato porque se desfizeram de Ramires e David Luiz, e outro quando despacharam Di Maria e Coentrão. O último caceteiro de jeito foi-se.
No canto inferior direito do pasquim uma chamada de atenção para o vómito das quintas-feiras da senhora pinhoa: “Em que mundo vive o senhor Pinto da Costa?
 
Lá me deitei a adivinhar qual seria o tema abordado. Primeiro pensei que se podia referir ao casamento do nosso presidente. Mas não. Afinal foi uma coisa vulgar nele. Ao contrário de algumas que gostam de pessoas do mesmo sexo, o nosso presidente é muito conservador, prefere companhias do sexo oposto, gosta de mulheres. Manias! Segundo palpite: querem lá ver que vai falar do basquetebol e daquele senhor que mete o dedo onde não é chamado, e ninguém lhe vai aos focinhos? Hum!.... Não me parece. Mesmo para ser desenvolvido por uma revisora/criadora de livros de prostitutas, o assunto é demasiado badalhoco, uma vergonha! Já sei, lembrei-me de repente! O título fala em “mundo”, e “viver”, portanto o assunto teria a ver com as dificuldades económicas que o nosso clube atravessa, o que não é novidade para ninguém. De repente fez-se luz! Eureka! O senhor Pinto da Costa tinha falado, há dias, nas “eleições democráticas” do clube da treta que se avizinham, e a criada da BOLHA sentiu a bicada.
Nas Assembleias-gerais daquele clube participam meia dúzia de gatos-pingados. Umas dezenas ligadas ás secções; atletas; os membros dos Corpos Sociais; funcionários; e seguranças. Na última reunião para aprovação do Orçamento aconteceu isso. Eram tão poucos que reuniram no camarote presidencial que leva 200 pessoas. O problema é quando cheira a um barulhinho. Basta que o carroceiro do treinador continue a “inventar” como até aqui. A insurrectada que guarda os cacetes, as mocas, e os bastões, nas arrecadações por baixo da bancada pode aparecer de rompante e é isso que o senhor Vieira quer precaver. Convém minar o terreno com muita antecedência (basta renovar uns contratos, ou dizer mal do Oliveira) não vá o diabo tecê-las, ou assim como quem diz, mandarem o senhor Vieira e os “administradores” (cada qual o melhor) de vela.
 
Os sócios começam a estar fartos daquilo. Das carradas de jogadores de qualidade duvidosa que aterram a toda hora. Do treinador palavroso mas pouco convincente, teimoso como um burro, mas convencido que é inteligente. Também pelo autêntico desastre das continhas da SAD que alguns mais esclarecidos (poucos, bem sei) começam a entender. Se mesmo assim Camilo Lourenço não as comentou, “não foi porque não viu, foi porque não quis”! Onde é que eu já ouvi isto?
Afinal o nosso presidente apenas comentou a última alteração estatutária que, entre outras bizarrias, contempla as seguintes: o habitual voto que, nas associações, clubes, e colectividades democráticas costuma ser 1 sócio=1 voto, no clube da treta não funciona assim. Há sócios com 1, 5, 20, e 50 votos, consoante a antiguidade de filiação. Cada Filial e Delegação têm 20 votos e as Casas do Benfica 50. Além disso, um associado que queira propor uma lista tem que ter mais de 25 anos de filiação e a totalidade dos candidatos/componentes da mesma, representarem pelo menos, 10.000 votos!
 
O Presidente da Direcção, o Presidente da Mesa da Assembleia-geral, e o Presidente do Conselho Fiscal, terão obrigatoriamente de ter, pelo menos, vinte e cinco anos ininterruptos como sócios efectivos. As reuniões da Assembleia-geral destinadas aos actos eleitorais funcionam sem debate, nelas se procedendo apenas por voto secreto.
 
Nota – Os sublinhados são meus.
 
Por mim, tudo bem. Só desejo que esta Direcção se mantenha lá, por muito tempo. Temos boas recordações do Rei Sol e dos seus incompetentes ajudantes.
Vim pela rua abaixo sem ter a certeza do que a senhora pinhoa queria transmitir ás massas quando puxou à primeira página o nosso presidente. Qual seria o sentido do vómito? Paciência. Fica para outra vez.
 
Até para a semana

1 comentário:

The Blue One disse...

È por causa deste tipo de coisas que eu não gosto que o nosso Presidente opine sobre os assuntos do SL Benfica.

Esta gente do estilo do Pinhão não tem cabeça e não vale a pena perder tempo com esta gentalha. Como eu costumo dizer: não dou esmolinhas a pobrezinhos.

Pinto da Costa deveria fazer o mesmo.

Aquele abraço!!!