segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Não há maneira de calar este Galo

O FC Porto não foi além de um empate sem golos com o Gil Vicente, em Barcelos. No arranque na Liga de 2012/2013 os Bicampeões não conseguiram levar de vencida a equipa do "galo". No palco onde na época passada perdeu por 3 x 1, o FC Porto voltou a sentir enormes dificuldades.

Na primeira parte os bicampeões nacionais dominaram, mas sem criar reais oportunidades de golo. Ainda assim, aos 19', por exemplo, El Comandante encheu o pé direito e rematou forte, à entrada da área, para defesa atenta de Adriano. Já o Gil Vicente, por seu lado, não conseguiu assustar Helton.

Na segunda parte, e depois de saber que o Benfica tinha empatado a duas bolas com o SC Braga, o Dragão foi para "cima" do Gil Vicente, tentando controlar a partida. 

Uma das melhores oportunidades de golo, do lado Azul, esteve nos pés de Hulk. O Brasileiro teve um grande remate para uma fantástica defesa de Adriano.

Do banco, Vítor Pereira foi refrescando as suas unidades. Na esquerda meteu Alex Sandro e Kléber foi para o ataque.

Porém, o golo, que é o sal do futebol, não aparecia para fazer vibrar as 8 mil 298 pessoas que assistiram a este jogo, em Barcelos.

Com o avançar do relógio, a partida começou a ficar mais "partida", sendo que o Gil Vicente teve mais espaço para atacar. De resto, os de Barcelos - com as suas armas - tentaram sempre explorar os velozes contra-ataques. Ainda assim o resultado não sofreu alterações e o empate sem golos é que fica para a história.

Na próxima semana os Dragões recebem o Vitória de Guimarães, enquanto que o Gil Vicente vai defrontar o Marítimo, na Madeira.

Retirado de zerozero

Melhor em Campo: Hulk

2 comentários:

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

foi o primeiro teste da época. se comparado com a transacta, já conquistamos um ponto.
(é a visão positiva da coisa, a perspectiva pelo copo meio-cheio).

foi uma partida onde o futebol praticado ficou muito aquém do rápido, intenso, pressionante, com a equipa a só pressionar na parte final, e mais com o coração que com a cabeça. ou seja, um filme muito visto na época transacta...
(é a visão negativa da coisa, a perspectiva pelo copo meio-vazio).

e, se nada está perdido, é certo!, não deixa de ser igualmente verdade que convém encontrar o rumo da vitória já no próximo encontro, em nossa casa e frente ao Vitória de Guimarães (que empatou o Sporting na possibilidade de liderar o campeonato - um feito que já não consegue desde 17 de Agosto de 2007).

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
Miguel | Tomo II

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Jogo com abordagem errada, onde faltou quase tudo: Velocidade, organização ofensiva, capacidade de penetração, explosão, criatividade e finalização.

Estes são os condimentos para derrubar «muros» defensivos. Os jogadores e equipa técnica sabem-no perfeitamente, mas insistem em não os aplicar. Porquê?

Um abraço