quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Há Passivos e Passivos

Como os meus amigos sabem, deixei de ver o DIA SEGUINTE, pelo menos, enquanto lá continuar o execrável comentador benfiquista. Passei a seguir (à mesma hora) um programa cómico, PROLONGAMENTO, que não me enerva e tem muita mais piada. Na outra segunda-feira fui alertado por vários mails recebidos, já madrugada dentro, de amigos que me falaram no tal programa que apenas se destina a lavar a imagem ultimamente degradada do clube

Conta quem viu, que após os habituais 60 minutos de propaganda barata à “instituição”, dois dos analfabetos presentes entretiveram-se a falar da situação financeira dos circos da Segunda Circular. O representante dos Calimeros, instado a falar nos famosos VMOC, afirmou com a maior naturalidade do mundo, e como se não fosse nada com ele, que era “um problema para resolver lá para o ano 2025”, enquanto que a marioneta do clube da treta, achava que o seu Passivo não era de 550 milhões como o colega do lado dizia, visto que “nas contas consolidadas, havia negócios entre as várias empresas do grupo Benfica (umas com as outras) e não se podia, simplesmente, (palavras suas) proceder à soma aritmética dos débitos de cada uma”.
Perante o olhar atarantado do pobre apresentador e os risos contidos do Dr. Guilherme Aguiar (o único daquela cambada que sabe do que está a falar) o senhor que representa o Benfica no programa não sabe, e pelos vistos ninguém lhe disse, que nas Contas Consolidadas que tanto gosta de apregoar, os saldos das societárias que fazem parte da sociedade-mãe, são expurgados entre si, ou seja, o resultado que aparece no Relatório e Contas da SAD que comentavam já é o valor líquido.

Por isso, sempre que se analisa o desastre que vai naquela casa, temos que ver as Contas de cada sociedade (Benfica Estádio; Clinica SLB; Benfica TV; Benfica Stars Fundo; Benfica Seguros) e só depois as da SAD. Convém não esquecer que quando alguém fala nos 550 milhões de euros de Passivo, está a referir-se ao Grupo Benfica onde se inclui o Passivo do Clube (130 milhões) e outras sociedades que andam por lá dependuradas mas não consolidam na SAD. Segundo o Código das Sociedades Comerciais as sociedades consolidam obrigatoriamente na casa-mãe sempre que esta detenha a maioria do Capital ou, não tendo, exerça a qualidade de gestor.
Se o papagaio quiser apostar comigo um cafezinho, eu aposto que o Passivo do Grupo é de mais de 600 milhões de euros. Aliás deve ser por isso que a propósito do valor que pretendem receber dos Direitos Televisivos, eles gostam de se equiparar ao Barcelona ou Real de Madrid com Passivos semelhantes. E não me venha falar nos “Activos”. Além de “invendáveis” estão alocados a várias hipotecas. Porque pensam os meus amigos que não conseguem comprar um defesa-esquerdo de jeito? É que já não têm mais crédito. Só podem oferecer algum dos 104 charutos, que ninguém quer, em troca.

A segunda trapalhada que indignou os amigos que me chamaram a atenção para o programa refere-se à contabilização do número de adeptos dos 3 grandes. O senhor do Zbórden que tem uma agência de sondagens afirma que o circo da Segunda Circular tem 4,2 milhões de adeptos, os Calimeros 3,1 restando para o pobre FCP, apenas 2,1! Os restantes 600 mil que faltam para os 10 milhões de portugueses devem ser dos clubes dos árbitros: o Oriental, a Académica e o Atlético. O Guimarães, no pensamento deste senhor, devia ter os seus adeptos (nem mais um) todos concentrados no Estádio de Aveiro na final da Supertaça, já contando com os jogadores e os funcionários como nas Assembleias-gerais do Benfica! Como é possível uma Direcção de Programas de um operador televisivo permitir a presença destes dois atrasados mentais?

Até à próxima

3 comentários:

Sérgio disse...

Eh pá, caro Sr. José Lima,

Que rico post. Lê-lo foi um bom alívio para a alma de um jovem portista obrigado a estar em casa numa destas noites de um mês de Agosto. Graças ao Sr. não dei o meu tempo por perdido.

O passivo do Belgrado não pode ter perdão eterno. Na minha vida, não consigo ver mais perdões fiscais nem permutas de terreno que favoreçam o Belgrado. Também me revolta ver um banco que foi resgatado pelo Estado patrocinar o que quer que seja, quanto mais um clube...sim, Marítimo,é para ti...não pode ser...Ou melhor, pode..cada região gasta o guito onde quer, mas pelo menos que regionalizem...É que, se falharem aqui, nós resolvemos....mas isso era democracia demais...é por isso que o "central" não quer...

Joel Carvalho disse...

Pedimos desculpa mas é apenas para divulgar. Um casal, a crise, poupanças e histórias de quem vive a crise como muitos outros, mas onde a poupança é o melhor remédio. Pode passar a mensagem…? Obrigado!

http://ocarteiravazia.blogspot.com/

JOSE LIMA disse...

Joel
Claro que passo a mensagem. O que aí vai de pessimismo...
Eu sou dos "antigos" já passei por várias crises... e tudo se resolveu.
Vai ver que, de repente, tudo muda.
Se achou graça à minha crónica, saiba que já escrevo neste blogue há 3 anos, mais ou menos coloco 1 artigo por semana.
Como se depreende pelo nome do nosso blogue sou portista, mas tenho uma embirração especial com o benfica.
Quase tanta como o Miguel Sousa Tavares pelo Varela!
Se este comentário o fez sorrir, fico feliz.
Grande abraço
JOSE LIMA