quinta-feira, 2 de junho de 2016

Pensamento da Semana: Habemus Treinador (finalmente)

É oficial. Nuno Espírito Santo é Treinador do Futebol Clube do Porto.

Nuno sucede a José Peseiro no comando técnico dos Dragões e “herda” do seu antecessor um enorme vazio que vem sendo alimentado há já quase duas temporadas. Dito de outra forma; foram necessárias duas temporadas “a seco” para que Pinto da Costa e seus pares directivos – finalmente - decidissem que mais do que um estilo ou de uma utopia o Futebol Clube do Porto necessita de um líder que saiba ao que vem, como vem e o que tem de fazer para obter sucesso no “isento” futebol português. 

A tarefa de Nuno é gigantesca. Primeiro terá de colocar fim ao estilo pachorrento de Julen Lopetegui que foi a imagem de marca da equipa Portista durante uma época e meia. De seguida terá a árdua tarefa de colocar ordem num balneário que foi tomado de assalto por uma tal de Doyen e, mais importante que tudo, vai ter de recuperar a imagem de força e respeito do Dragão que se perdeu durante o consulado da dupla Julen Lopetegui/José Peseiro. 

Tenho para mim que o homem da frase “Somos Porto” é a pessoa ideal para tirar o Dragão do “poço de agonia” em que este se meteu por vontade própria. Resta agora saber se as “forças internas” do costume não farão de tudo para que Nuno Espírito Santo tenha o mesmo triste fim que viveu no Circo Lim.

1 comentário:

Nuno Miguel disse...

Eu não sei. Simplesmente não sei... e costumo ter opinião sobre quase tudo...