quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Do 10 que já lá mora

Não me vou alongar muito nesta temática do 10 porque sou da opinião de que o actual problema do Futebol Clube do Porto de Julen Lopetegui não reside aí mas sim na lentidão de processos do meio campo Azul e Branco (Herrera). Para mais o tal de número 10 que muito voa gente exige já está no Dragão… Julen é que parece não ter ainda dado com ele.

Ora vejamos; Yacine Brahimi não é, nem nunca foi, um extremo. Salvo erro da minha parte o Argelino deu conta disto numa entrevista a um qualquer Desportivo. Para além de que facilmente se constata tal quando vemos um jogo do FC Porto onde Brahimi tem sempre uma inequívoca e clara tendência para entrar em diagonal na área quando era esperado que este fosse á linha e cruzasse ou seguisse com a bola em velocidade como faz Tello por exemplo. Lopetegui pode ter alguma influência na questão das diagonais de Brahimi, mas, repito, o Atleta já disse pu8blicamente que não é um extremo.

Então que é Brahimi em campo? Simples. É um 10! Na época passada bimos Brahimi nesta posição na vitória Portista no Bessa, mas a prestação do Argelino nesta partida deixou algo a desejar e o basco que treina os Dragões optou por não voltar a tentar este tipo de jogo. Mas diga-se a nem da verdade que na altura Brahimi tinha como colegas de equipa no meio campo Herrera e Casemiro, facto que o obrigava a ter de vir buscar jogo à defesa Portista e é sabido que este não é uma das g4randes virtudes de Brahimi (e de um 10 diga-se de passagem).

Ora se Brahimi é um 10, então que se aposte nele na posição 10 em vez de se ir “queimando” o moço “em lume brando” jogo após jogo obrigando-o a jogar numa das alas em diagonal para o meio. Aliás sou da opinião de que a mais do que provável contratação do extremo Mexicano Corona tem em vista um real aproveitamento das enormes qualidades futebolísticas de Brahimi.

Agora se me disserem que suplente para Brahimi o 10 é um real problema eu "já sou como o outro" e dou razão a quem faz tal afirmação. Isto porque Sérgio Oliveira e Bueno podem fazer a posição, mas não são um 10 puro como Brahimi (nem nunca o serão por muito que trabalhem).

2 comentários:

Felisberto Costa disse...

Tal como Quintero que também não é um ala. Tem tendência em fazer diagonais, e como um "10" que é não gosta de vir atrás recuperar bolas...
Acho que no actual plantel até temos ainda outro que bem explorado (ainda é novito) poderia dar algo nessa posição apesar de não ser muito criativo; Sérgio Oliveira e aí estou em desacordo consigo! Os treinadores servem para aperfeiçoar, ensinar e fazer evoluir os jogadores... e Sérgio ainda está numa fase de evolução.
Mas os treinadores de hoje, são uns autênticos tecnocratas. Olham para os jogadores, esteblecem posições e não abdicam da sua forma de pensar!

Pedro Silva disse...

@ Felisberto Costa

Confesso que quando olho para Sérgio Oliveira vejo um 8 e não um 10, mas admito perfeitamente que o moço possa desempenhar o papel de 10 com uma t5remenda eficácia.

Quanto ao que disse sobre os Treinadores estou de acordo em parte pois basta atravessarmos a fronteira para vermos um "tótó" de nome Rafa Benítez que inventa posições para os seus Jogadores jornada sim, jornada sim...